As pulgas são importantes vetores de doenças em muitas partes do mundo. Podem transmitir doenças do rato para o homem como a Peste Bubônica (peste negra) e o Tito Murino.
As espécies mais comuns são: a pulga do cão (ctenocephalies canis), a do gato (ctenocephalies felis), a pulga do rato (Xenopsylla cheopis), a do homem (pulexirritans), e o bicho do pé (tunga penetrans).

CONTROLE AMBIENTAL
Antes de aplicar qualquer produto deve-se aspirar o pó e a poeira dos carpetes, frestas dos tacos, piso e toda a mobília e lavar todos os carpetes e rodapés. Deve-se eliminar o pó aspirado, uma vez que contém fases imaturas da pulga (ovos, larvas e pupas).
É indicado o tratamento tanto dentro como fora da residência. Esta aplicação residual deve ser feita em rachaduras e fendas no chão, em carpetes, móveis, estofados, assim como embaixo dos carpetes, em torno da base dos rodapés das paredes, etc.
Em geral, recomenda-se uma segunda aplicação do inseticida ( o chamado reforço,que é uma aplicação gratuita ) após 30 a 40 dias.